sábado, 27 de abril de 2019

Ponta pé inicial.

Dando início a este Blog!! Meu foco é investir pensando em longo prazo. Busco liberdade financeira e ter dinheiro suficiente para poder viver sem ter a preocupação de trabalhar futuramente ou depender da aposentadoria do governo (INSS).

Será que irei conseguir? Só o tempo dirá!
Será que vou chegar à velhice? Só o tempo dirá!

Tem gente que fica pelo caminho, mas se eu não me programar para o futuro, como irei viver tranquilamente?

Não pretendo deixar descendentes. Por quê? Porque não acredito no futuro desse país. Pra mim o Brasil não passa de um país de castas, onde os ricos estão ficando mais ricos e os pobre estão ficando mais pobres. Votei nas últimas eleições? Não! O melhor candidato é o NULO. Sim, voto no nulo para não perder meu título eleitoral. Se o voto não fosse obrigatório nem iria perder meu tempo com eleições.

Neste Brasil, tanto faz quanto fez quem ganha as eleições. Porque não há Presidente que faça milagres. É impossível governar em um país onde o Congresso e STF têm mais poderes do que o Presidente da República das Bananas. Tudo é culpa do Executivo. Ninguém cobra legislativo ou judiciário. Tá faltando merenda? Culpa do Prefeito! Tá faltando medicamento no posto de saúde? Culpa do Prefeito e do Governador! Enquanto isso... vereadores, deputados e senadores estão rindo à toa.

Ou seja, o sistema de governo presidencialista não funciona em um país cujo Congresso possui mais de 30 partidos políticos. O pior cego é aquele que não quer ver. Por que não fazer reforma tributária e política antes da reforma da previdência? Porque como eu disse anteriormente, este país é formado por castas, logo o primeiro a pagar a conta é o pobre coitado que ganha até dois salários mínimos, o vulgo POVÃO. Esse sim paga a conta neste país. Judiciário e legislativo estão cagando e andando para o défict público. Foda-se se falta dinheiro para educação e saúde. Quem tem dinheiro pode pagar por uma ótima educação e um ótimo plano de saúde.

Bem, não tenho redes sociais e não pretendo ter novamente. Já tive Facebook há alguns anos, mas vivo bem melhor sem qualquer rede social. Por quê? Porque rede social é um mundo de fantasias. As pessoas tentam mostrar aquilo que elas não são. Então prefiro assim. Na verdade única rede social que uso atualmente é o Youtube. Não tenho canal, pois sou tímida hahaha. Porém sigo vários canais de finanças, viagens e de inglês (gosto de estudar inglês).

Criei o Blog para trocar ideias com outros investidores. Classificaria meus conhecimentos em renda fixa e renda variável como intermediário.
Aplicações que já realizei:
Renda Fixa: CDB, LCA, LCI e Tesouro Direto.
Renda variável: Ações na Bovespa. Em fundo imobiliários meu conhecimento atualmente é zero! Este ponto preciso melhorar.

Comecei a investir desde sempre. Como assim desde sempre? Sim, desde que eu era criança eu investia. Pode parecer bobagem, mas quando eu era criança/adolescente eu tinha conta poupança em meu nome. Bem, eu tinha conta bancária mas praticamente não tinha dinheiro. Meu pai plantou uma sementinha que era poupar. Eu não tinha qualquer conhecimento sobre onde aplicar, mas a conta poupança me ajudava porque eu recebia minha mesada e depositava naquela continha e quando eu precisa de algum dinheiro pra comprar brinquedo, quando criança, ou para sair como os amigos, quando adolescente, eu tinha na conta. 

Com essa sementinha plantada nada mudou quando comecei a trabalhar. Meu primeiro emprego foi como temporária em uma loja de roupas em um Shopping Center (época do Natal) quando eu tinha 18 anos. Pois bem, trabalhei lá por uns três meses e depois saí pois iria começar a faculdade de Administração em uma universidade pública. 
Sim, estudei e consegui passar no vestibular, principalmente porque eu não teria dinheiro suficiente  para pagar uma facul particular, pois eu teria que financiá-la. Porém na minha vida não existe a palavra financiamento!! Então estudei até conseguir uma vaga. Aí na época da faculdade fiz alguns estágios e depois de formada fui trabalhar em uma franqueadora.

No início de carreira o salário não era aquela Brastemp, mas eu nunca deixei de poupar. Sempre tive um dinheiro na conta. Nunca fiz um empréstimo e nunca usei cheque especial. Sempre tive meus gastos controlados. Nesse período fiz pós-graduação e comecei a desanimar com meu trabalho. Pois esperava que eu teria um crescimento rápido dentro da empresa e após dois anos continuava no mesmo cargo e aquele salário medíocre.

Então comecei a estudar pra concurso público. Sim, todos sabemos que os salários em início de carreira no governo são altos e isso me motivou a estudar. Atualmente trabalho em uma empresa pública do governo federal e esta empresa pode ou não ser privatizada a qualquer momento. Não tenho estabilidade como os servidores estatutários. Isso me incomodou no começo, mas hoje estou mais tranquila. Pois se eu receber o pé na bunda não pretendo trabalhar para o governo novamente. 
Estudar pra concurso público é muito chato e trabalhar para o governo idem. Se me demitirem, junto minha trouxinha de roupa e vou morar fora do país. Não tenho filhos e praticamente não tenho contato com parentes. Tá fácil para ir embora daqui.

Estou cansada de morar no Brasil. Já fiz várias viagens para o exterior e cada vez que volto para casa, fico desanimada. Lá fora não é um mar de rosas (tenho amigos morando no exterior). Mas vejo que o dinheiro rende, pois as pessoas têm poder de compra, tem retorno dos impostos e não há tributação da renda e do consumo como no Brasil. Qualquer trabalhador pode ter um carro ou um Iphone por exemplo. Coisas simples que no Brasil é motivo de status.
Sim, tenho carro pois o transporte público da minha cidade é uma merda. Só por isso, caso contrário eu usaria transporte público. Tenho um carro popular, que de popular não tem nada né. Pagar R$ 40 mil em um carro popular e achar normal é o fim da picada.
Quando irei trocar de carro? Só quando der PT. Vou utilizá-lo até o dia que funcionar e não estiver caindo os pedaços pela rua hahaha. Quanto ao Iphone não pretendo ter. Pra mim um Iphone, um Samsung ou um Xingling é tudo a mesma coisa. Não ligo para celular ou qualquer modinha.

Diria que eu não sou consumista. Não sigo moda ou tendências. Vivo minha vida de maneira simples. Meu hobby é viajar. Todo ano faço viagens. Prefiro viajar em baixa temporada para evitar aglomerações de pessoas e preços mais altos. Não fico em hotéis chiques. Minha preferência é por Hostel. Sempre tive boas experiências em Hostel. Conhecer outras pessoas e outras culturas é muito bom. Adoro trocar ideia com gringo, pois brasileiro é muito ligado na aparência e gosta de se mostrar para família, vizinhos e amigos. Acho os gringos mais descolados, menos consumistas.

Bem, já contei um pouco sobre mim como ponta pé inicial e agora vou dar uma pincelada sobre meus investimentos.

Comecei na bolsa de valores na época da faculdade. Isso lá por 2007/2008. Na época fazia investimentos só de curto prazo, utilizando análise técnica. Atualmente, meu perfil é totalmente diferente. Meu foco agora é B&H e longo prazo. Não acho ruim quem faz day trade ou swing trade, só não é mais meu foco, pois para mim não funciona.
O que eu quero é fazer aportes mensais e acompanhar os resultados das empresas através de análise fundamentalista. Gosto de ler sobre finanças, então uni o útil ao agradável. Vou poupando todo mês um pouco do salário para utilizar daqui uns 20 anos como renda passiva.

Fiz investimento por análise técnica por uns dois anos, depois parei e fiquei só depositando na poupança. Meu aportes melhoram após eu ter consigo passar no concurso. Aí sim voltei a estudar sobre investimentos e aqui estou. Voltei a operar na bolsa de valores em 2017 e aplicações em renda fixa em 2015.
Tento fazer aportes mensais, mas tem mês que não é possível, principalmente quando estou viajando. Não esbanjo na viagem, mas também não passo vontade. Compro o que eu preciso. Faço os passeios que eu desejo. E como as comidas que eu quero. Normalmente não faço muitas compras.

Pretendo fazer postagens com o fechamento mensal da minha carteira e análise de algumas empresas. 
Meus conhecimentos de Blog são extremamente limitados, mas aos poucos vou tentar melhorá-los. 

Não sei se alguém vai ler minhas postagens hahaha. Se ninguém ler, pelo menos vai servir para mim daqui a alguns ler as bobagens e pensamentos antigos.

That's all folks!!

14 comentários:

  1. Seja bem vinda Investidora!
    Parabéns pela disciplina.

    ResponderExcluir
  2. humm... inteligente, econômica, investe, gosta de viagens...
    Essa é para casar, e não deixar descendentes, rs.
    Sugestão, fale também das viagens que fez, quanto custou, o que deu certo e errado, viagens preferidas, etc.
    Vou acompanhar seu blog.
    Filipe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Filipe
      Obrigada pela visita. Vou tentar postar sobre algumas viagens que fiz no exterior e aqui no Brasil.

      Excluir
  3. Gostei do jeito que você escreve, vou acompanhar :)

    ResponderExcluir
  4. Seja bem vinda! Otimo relato, e mantendo sua disciplina conseguira atinguir seus objetivos!

    Abs!

    www.executivoinvestidor.com

    ResponderExcluir
  5. Bem vinda à finansfera.
    Verás que essa é a melhor "rede social" que existe RS.
    Compartilho de vários dos seus pensamentos, mas ainda não desisti do Brasil 🤷🏻‍♂️... Ainda...
    Grande abraço e sucesso!
    www.acumuladorcompulsivo.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Garota de Investimento! Parabéns pela jornada já trilhada. Saiba que você é exceção da exceção. Tão jovem, mas já com mente poupadora.

    Com relação ao Brasil, tenho o mesmo sentimento. Tem algum tempo que não viajo para o exterior, mas sempre depois das voltas, me dava uma depressão. Não queria voltar. Gostaria de fincar raízes em uma cidade no interior do oeste europeu.

    Sigo canais de YouTubers brasileiros que vivem na Europa, mas hoje, a não ser que a questão de segurança piore bastante, pretendo continuar no Brasil depois da aposentadoria, pois a questão do câmbio é complicada. Como sou funcionário público, só poderia emigrar, utilizando o visto de residente com renda garantida. Assim, não posso desempenhar atividade laboral lá.

    O meu receio é que com o passar dos anos, a minha aposentadoria no Brasil, depois de convertida para Euro, não seja capaz de me manter lá, mesmo vivendo de maneira mais frugal. Como disse, o plano, hoje, é viajar bastante após a aposentadoria, passando temporadas, mas sempre retornando ao Brasil.

    Mas muita coisa pode mudar até lá.

    Sucesso!!!

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, M.I
      Quem sabe o Brasil não se torne um país sério, com uma economia estável e moeda forte futuramente. A esperança é a última que morre hahaha.
      Atualmente deixo as portas abertas. Não sei até quando irei trabalhar no meu atual emprego ou se mudarei de país ainda. Estou igual ao Zeca Pagodinho, deixo a vida me levar :).

      Esse ano não viajei para o exterior. Com Dolar e Euro nas alturas ficou difícil. Vamos ver se em 2020 rola uma viagem para Europa.

      Obrigada pela visita e bons investimentos.

      Excluir
  7. Eita! Sessão descarrego. Bem vinda!! Adorei a escrita e já estou acompanhando o blog. Sucesso sempre!

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem hora que é bom fazer uma sessão de descarrego e desabafar rs.
      Adicionei seu blog.
      Bons investimentos!

      Excluir
  8. Olá Garota do Investimento.
    Gostei do texto. Brasil cansa, também sinto isso!
    Vou te acompanhar.

    ResponderExcluir
  9. Legal ...gostei de conhecer sua história.....

    ResponderExcluir